02 julho 2010

Pelo menos uma boa notícia

Dunga confirma saída, assume responsabilidade e reclama méritos de seu trabalho 

Abatido após a eliminação brasileira na Copa do Mundo, o técnico Dunga admitiu que o ciclo que iniciou em agosto de 2006 está encerrado. A partir de agora, a equipe nacional não conta mais com o seu comando. Mesmo assim, no ponto final de trabalho, o treinador fez questão de reclamar méritos em seus quatro anos de direção.
Meu futuro, vocês sabem bem. Sabem que eram quatro anos que eu ia ficar na seleção”, declarou Dunga logo após a derrota para a Holanda por 2 a 1 nas quartas de final da Copa do Mundo.

“O maior resultado que consegui foi o resgate de jogar pela seleção brasileira. Vocês deviam ver a cara dos jogadores agora no vestiário. Estou orgulhoso de ter estado à frente deste grupo, pela forma que se comportaram na seleção brasileira”, declarou o treinador, no discurso da derrota fatídica no Mundial.

À frente da seleção, Dunga conquistou os títulos da Copa América de 2007 e da Copa das Confederações de 2009. O treinador ainda faturou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim e classificou o Brasil em primeiro lugar nas eliminatórias ao Mundial.

Sobre as razões para a derrota em Port Elizabeth para a Holanda, o treinador alegou falta de concentração do time na volta do intervalo. Dunga ainda fez questão de tirar de cima de Felipe Melo a responsabilidade pelo resultado negativo.

No jogo desta sexta-feira, o volante da seleção desviou de cabeça contra a própria meta no primeiro gol holandês e depois foi expulso por agressão a um adversário.

“Eu sou o comandante, tenho que assumir a responsabilidade. É injusto falar de responsabilidade para o Felipe. Não é a primeira vez que um jogador é expulso em uma Copa”, disse.


Daqui oh

Só pra constar: imagem meramente ilustrativa, ou não

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FAÇA UM BLOGUEIRO FELIZ E COMENTE !

Regras:

1-Não tem regra 2


OBS: As opiniões expressas nos comentarios podem não expressar a opnião dos autores do blog.